31/10/2011

Ser emigrante

Uma das grandes vantagens de ser emigrante é que não tenho acesso à maioria dos canais portugueses a não ser a RTP (que vejo feliz e contente da vida no iPad que me ofereceram. Obrigada malta por esse grande presente que me alegra nas noites frias de Dublin). Este fim de semana vim a Portugal e por acaso ontem vi um certo programa que passa na TVI (não o vou mencionar sob suspeita de que o meu cérebro possa encolher ainda mais) e fiquei estupefacta/maravilhada com a quantidade de asneiras que se consegue dizer por segundo e também pelas atitudes dos concorrentes dignas de uma telenovela mexicana. O facto é que regresso a casa com a cabeça mais leve como alguém que queimou uns quantos fusíveis ontem - o téco ficou em coma e o tico matou-se!

30/10/2011

Pérolas de sabedoria II

Ora aqui está mais uma frase para reflectir sobre o sentido da vida...

 "Estar vivo é o contrário de estar morto"
Lili Caneças



26/10/2011

Christmas Wishlist II

 Pois é o Natal está quase aí. Já ando de gorro, luvas e casacão por isso deve estar aí mesmo ao virar da esquina e como não quero que ninguém seja apanhado desprevenido e tenha que fazer compras de última hora à minha pala, aqui fica mais uma sugestão para uma grande prenda de Natal para moi



uma máquina fotográfica LOMO !


Gosto de todas mas as minhas preferidas são a SuperSampler - Rubberized Blue que faz fotos assim:




 e a fisheye camera que faz obras de arte como estas: 






e podem comprar aqui: http://shop.lomography.com/ 
Há para todos os gostos e todos os feitios.




25/10/2011

As estantes

Há dois anos por esta altura estávamos a comprar os nossos primeiros moveis para a nossa primeira casa (no futuro assim que  colocar os meus brilhantes planos de negócios em prática  a nova casa será uma mansão). Os primeiros móveis que fui pesquisar online foram as estantes que iriam albergar os nossos preciosos e estimados livros (que um dia ficarão na ala oeste da nossa mansão). 

Quando começámos a montar as estantes quis organizar todos os livros por tema, autor, colecção etc, de forma a dar um aspecto visual agradável e foi durante esta grande operação que reparámos que tínhamos vários livros repetidos. – o meu irmão ficou com alguns espólios de guerra e outros poderiam ter sido grandes prendas de Natal se não estivessem desaparecidos em combate. -

Enquanto separava os livros viajei no tempo até uma noite quente de primavera em que estava no meu antigo quarto a  conversar online com um rapaz algarvio que tinha conhecido (várias vezes) umas semanas antes em Tavira por intermédio de (vários) amigos em comum. Com esse rapaz conversei horas intermináveis (para aqueles que pensam que sou uma fala barato ao vivo, fica a aqui a grande revelação de que sou igual ou pior em chats online).  Falávamos durante horas sem fim sobre...livros, livros de romances históricos, de fantasia, de ficção, biografias (de personalidades históricas obviamente e não pseudo famosos em que a sua única contribuição para o mundo é a contínua emissão de carbono). Assim fomos descobrindo as coisas que temos em comum mas tudo começou pelos livros. Sorri e continuei a arrumar criteriosamente a montanha de livros que tinha à minha frente. O momento em que começámos a separar e arrumar os livros foi o momento em que me apercebi pela primeira vez que estávamos a começar a partilhar uma vida em comum. Os meus livros e os seus têm agora a mesma morada. 

 Gostava de ter umas estantes assim:

ou talvez assim: 



Fica aqui a promessa de que em breve publicarei fotos da nossa pequena  e modesta biblioteca.

23/10/2011

Some Men are Pigs II - Deolindo contra - ataca

*Apesar do tom jocoso deste blog, este post refere-se a factos reais e os nomes dos intervenientes foram alterados de forma a preservar a sua identidade e também para não serem enxovalhados em público. 
Aproveito para deixar aqui os meus mais profundos agradecimentos ao Deolindo por contribuir activamente com material para este blog!

Pois é o Deolindo deu à costa com mais novidades no campo sentimental. Conheceu a Amélia  numa paragem de autocarro (cenário perfeito para comédia romântica de série B). Passadas algumas semanas,  continuavam a encontrar-se frequentemente e após um mês e qualquer coisa perguntei ao Deolindo se me apresentava a namorada nova, ao que ele me responde que a Amélia não é a sua namorada. O Deolindo perguntou ainda o que me levava a pensar que a Amélia era sua namorada. Coloquei as seguintes questões: 

Q: Falas todos dos dias com a Amélia?
R: Sim.
Q: Mais que uma vez por dia?
R: Sim.
Q: Encontram-se várias vezes durante a semana?
R: Sim.
Q: Passas os fins de semana em casa dela?
R: Sim.
Q: Sais com ela e com os amigos dela?
R: Sim.
Q: A Amélia está só contigo ou também sai com outros?
R: Só comigo.

Bom, meu caro Deolindo, eu chamo a isto uma relação!  O Deolindo pareceu confuso com a minha conclusão e respondeu prontamente: De certeza que não estamos numa relação pois eu também saio com outras pessoas como por exemplo a Almerinda do meu escritório.

21/10/2011

Christmas Wish List

Acho que vou começar a minha Christmas Wish List com isto: 

 *Leprechaun isto não é uma indirecta para ti, é uma directissíma. Este ano já não há desculpas tipo"tu és esquisita", "Nunca sei o que comprar" e tretas do género.

20/10/2011

Pérolas de sabedoria I

*Inicia hoje o primeiro de muitos posts  com mensagens de sabedoria para o mundo. São citações de personagens que moldaram e fizeram história e que, com a sua grande capacidade intelectual, proferiram comentários inesquecíveis. 


"I have opinions of my own -strong opinions- but I don't always agree with them."
  George Bush 

18/10/2011

Porque é que os homens...

  1. Não lêem as instruções?
  2. Acham que uma BLACK & DECKER® é a solução para todas as obras da casa?
  3. Montam os móveis e fazem obras em casa sempre uma cervejinha ao lado?
  4. Levam a mal quando reparamos que os móveis estão mal montados?
  5. Não acham piada quando comentamos que talvez os móveis estejam mal montados devido à quantidade de cervejas consumidas durante a montagem?
  6. Ficam chateados quando lhes fazemos ver que não têm sentido de humor nenhum e que a culpa não é nossa uma vez que não leram as instruções , fizeram buracos com a BLACK & DECKER® em sitios onde não deviam, beberam demasiadas cervejas durante o processo e agora está tudo mal montado e há buracos por todo o lado?
*qualquer semelhança com a vida real é pura ficção.

16/10/2011

Uma Breve História do séc. XX


Este livro foi-me oferecido por dois dos meus sobrinhos (tenho 6 se alguém tiver uns para troca avise que tenho para dar e vender) no meu 25º aniversário (o ano passado portanto!). O livro vinha com uma dedicatória especial que quase me fez ter uma lágrima no canto do olho e é para mim um livro especial tanto que quando me mudei de malas e bagagens para outro país, este foi um dos livros que trouxe comigo. 

Geoffrey Blainey, o autor da obra, ajuda-nos a compreender e ensina-nos os grandes marcos históricos do século passado. É um livro ritmado que nos faz esquecer que estamos a ter uma "lição de história". Autores de muitos manuais escolares poderiam certamente aprender com Blainey a simplesmente não apresentar apenas os factos principais da história mas também a dar um pano de fundo sobre o enquadramento social da época. Este livro cheira a feno, a fumo da revolução industrial e podemos ouvir os primeiros tiros das guerras mundiais. É um livro para ler com calma onde o absorvimento da informação é quase involuntário. De leitura fácil e extremamente completa, Uma Breve História do séc. XX é certamente um livro que faz falta numa biblioteca que se preze. 


* Deixo aqui um agradecimento ao meu sobrinho Carlos T. que acertou na mouche quando escolheu este livro (recordo que no meu 25º aniversário que ocorreu o ano passado!).

15/10/2011

Marraquexe

Vista da  minha janela marroquina :


uma viagem a dois..tão bom :)


13/10/2011

Some Men are Pigs

*Apesar do tom jocoso deste blog, este post refere-se a factos reais e os nomes dos intervenientes foram alterados de forma a preservar a sua identidade e também para não serem enxovalhados em público.

Tenho um amigo (vamos chamar-lhe Deolindo) que tem algumas dúvidas típicas de quem não percebe niente de mulheres. O Deolindo está interessado numa rapariga do seu local de trabalho (by the way nunca uma boa ideia senhores e senhoras...) e quer saber se tem hipóteses em ter qualquer espécie de relacionamento com a dita. O Deolindo diz que não consegue interpretar as acções da rapariga (vamos chamá-la de Isaltina) e aproveitou a ocasião para comentar que as mulheres deviam ter um livro de instruções, ao que eu respondi prontamente que se os homens aprendessem a ouvir  não haveriam problemas de comunicação e interpretação! Mas adiante. O Deolindo estava há 3 meses a tentar persuadir a Isaltina a sair com ele e até agora nada. Conversava com ela todos os dias, enviava emails e alguns bem elaborados  com trocadilhos subtis, imagens xpto feitas por ele e outras tretas time consuming. Ela para além de não responder aos emails também não lhe passava cartão o resto do tempo a não ser durante a pausa do café pela manhã onde, segundo o Deolindo, conversavam animadamente e a Isaltina era toda charmosa, sorrisos, piadinhas e tal.

Bom, meu caro amigo Deolindo o veredicto é o seguinte: Não tens qualquer hipótese com a Isaltina. Neste momento és apenas um tipo que lhe faz bem ao ego porque claramente ela está numa relação em que não é feliz ou a faz sentir insegura e por isso precisa de atenção.

 Após expor a minha brilhante conclusão, tive pena do Deolindo que há 3 meses que está a tentar ter uma relação com a Isaltina, manda-lhe emails e tal e tem sido tão persistente com a situação (ao ponto de fazer o almoço dela!). E por isso eu disse: ”Deolindo, lamento imenso que a Isaltina não esteja interessada em ti. Sei que gostas dela mas não estou a ver a coisa com pernas para andar.” Assim curto e grosso porque não falo com rodeios.  Ao que o Deolindo responde: “Gostar dela? Ela tem é um grande par de mamas e é das poucas giras do escritório e eu queria dar uma volta naquilo, além disso amanhã vou sair com a Almerinda da contabilidade.”

Conclusão e moral da história: Some Men are Pigs

12/10/2011

The Thief of Time

Gosto imenso de ler. Ler faz-me viajar para outros lugares e mundos, faz-me viver experiências, rir, chorar, pensar, reflectir e tudo isto sem sair do mesmo sítio. Um bom livro faz-me questionar o que é realidade e o que é ficção. Um bom livro faz-me sonhar acordada. Há bons livros e bons autores. Digo isto porque, infelizmente, nem todos os livros de um autor têm o mesmo nível de escrita, rigor, interesse etc.. Como existem sempre excepções à regra, hoje deixo aqui a recomendação de um livro que considero genial, de um autor que também considero genial e que até gostava de conhecer um dia.  O autor é John Boyne mais conhecido pelo seu mega livro transformado em filme "O Rapaz do Pijama às Riscas", que é também um grande livro e um grande filme. Mas hoje não falo de guerras ou vítimas do Holocausto. Hoje falo de um romance que comprei por acaso numa visita ao acaso a uma livraria no centro de Dublin. Em cima de uma montanha livros dizia "3 Livros 5€". Ora qualquer ávido leitor ao ler aquele letreiro pensa Eureka! Jackpot! Bingo! Por 5 euritos comprei 3 livros, dois dos quais qualificaram-se para serem lidos a partir da página 13 e outro é agora feliz a equilibrar a mesa do quarto. Voltando ao livro. Começo por dizer que não esperava muito, sou assim, não gosto de ter grandes expectativas que levam a grandes desilusões. O livro surpreendeu-me não só pela fluência do discurso (é escrito na primeira pessoa) que num abrir e fechar de olhos nos faz mergulhar no mundo do autor mas também pelas personagens com várias profundidades que nos parecem assustadoramente reais. Este livro leva-nos numa viagem no tempo onde reconhecemos momentos históricos relevantes e fazemos, com as personagens, história! The Thief of Time  não rouba tempo nenhum ao leitor e é definitivamente um livro que faz falta na prateleira de uma biblioteca que se preze.

10/10/2011

Se for mãe de um rapaz prometo.... take 1

Minha gente, se for mãe de um rapaz comprometo-me a ensinar ao meu rebento o seguinte:
  1. Levantar o tampo da sanita
  2. Baixar o tampo da sanita
  3. Não fazer xixi no meio da rua
  4. Não beber água directamente da garrafa e voltar a colocá-la no frigorífico
  5. A identificar correctamente a sua escova de dentes (evitando que use a da namorada/mulher que é  cor de rosa choque)
  6. Não comer na cama (especialmente batatas fritas e chocapic)
  7. Não ouvir o relato da bola no quarto (principalmente quando estamos todos habituados a ouvir/ver o Sporting a perder)
  8. Usar a toalha depois do banho (sacudir não basta)
Já estou a imaginar a minha futura nora a agradecer a Deus por ter a melhor sogra do mundo. 


09/10/2011

I Hate Sundays!


Palavras para quê?





Houston....we have a problem

3... 

2...

1...

Ignition!

The clock is running!
.........

We have liftoff!  
...
...
...
Houston, we have a problem...